Cerimônia da Posse da Nova Diretoria da APMT e Palestra de Enquadramento de Pessoas com Deficiência

Cerimônia da Posse da Nova Diretoria da APMT e Palestra de Enquadramento de Pessoas com Deficiência

Em 18 de março, a Associação Paulista de Medicina do Trabalho (APMT) promoveu a Reunião Científica sobre Caracterização de Pessoas com Deficiência, que teve como palestrante o Dr. José Carlos do Carmo, Médico Sanitarista e do Trabalho, Coordenador do Projeto de Inclusão da Pessoa com Deficiência da Superintendência Regional do Trabalho em São Paulo.

Este tema é um desafio para os Médicos do Trabalho que devem avaliar os casos que podem ser caracterizados ou não para comporem a cota de Pessoas com Deficiência, obrigatoriedade para empresas com mais de 100 trabalhadores. A relevância deste assunto foi demonstrada pela grande participação no evento 55 pessoas presencialmente e 60 á distância. Os pontos abordados foram as Orientações divulgadas no Documento elaborado pela Auditora-Fiscal do Trabalho Lailah Vilela, na qual traz critérios mais específicos para caracterização da Deficiência Física, assim como a integração de outros casos que não são abordados pelo Decreto Nº5.296.

 Nesta data também tivemos a Solenidade de Posse da nova Diretoria da Associação Paulista de Medicina do Trabalho (APMT) Gestão 2019-2022, na qual tivemos a presença de Importantes Representantes, José Luiz Gomes do Amaral (Presidente da Associação Paulista de Medicina), Renata Matsmoto (Chefe de Seção da Segurança e Saúde no Trabalho da Srtb SP | Ministério da Economia); Márcia Bandini (Presidente da Associação Nacional de Medicina do Trabalho); Leonídio Ribeiro Filho (Associação Brasileira dos Profissionais de Higiene e Segurança do Trabalho – Abraphiset), Pedro Leandro Zilli Bertolini (Presidente da Associação Brasileira de Medicina Legal e Perícias Médicas – ABMLPM/SP). Não puderam estar presentes por compromissos previamente assumidos os representantes da Fundacentro, Presidente Marina Brito Battilani e o Diretor Técnico Robson Spinelli, assim como o Presidente do CREMESP Mário Jorge Tsuchiya, os quais nos estimaram uma profícua gestão.

 Um dos propósitos, na nova gestão, é, a aproximação, cada vez mais, dos Médicos do Trabalho, sobretudo no sentido de que a APMT seja, para todos eles, um ponto de apoio para suas tomadas de decisões, por vezes difíceis, embora necessárias, diante de questões técnicas, legais ou éticas, no dia a dia de trabalho. Além de fortalecer o relacionamento Interinstitucional para que as ações em SST, possam implementar na prática, sem grandes divergências, que resultem em prejuízo para o objetivo da Medicina do Trabalho e das instituições afins, sendo, nesse sentido, incluídos também, os trabalhadores.

Com base nas ações do passado, e pensando no futuro, pretendemos continuar a desenvolver estratégias de ações que fortaleçam, enquanto instituição, e que prove o quanto é necessária para que o Médico do Trabalho, independente da faixa etária e de setor de trabalho, saiba que pode contar a APMT. Esse é o objetivo maior, que assumo com grande felicidade e satisfação, pela oportunidade, como Médica do Trabalho, mulher (a primeira presidente nestes 30 anos de APMT) e integrante da nova geração, e pelo reconhecimento por parte destes colegas, que compõem a Diretoria, os quais me ensinaram, me acompanharam e estarão comigo nesta jornada.

Nossa certeza é que, o sucesso da nossa gestão, está intrinsecamente ligado ao potencial de trabalho e comprometimento desta valorosa equipe que compõe a Diretoria da APMT, bem como ao apoio dos demais colegas, que nos incentivam a fazer o melhor possível para a valorização da Medicina do Trabalho. Contamos com todos porque essa não é a tarefa de uma só pessoa. Exige uma ação conjunta!

Flávia Souza e Silva de Almeida – Presidente da APMT

Deixe uma resposta

Fechar Menu